O que sua empresa pode aprender com o mais novo parque temático da Disney?
 
Avatar de Chris HutchinsPor: Chris Hutchins
28 de julho de 2015

O que sua empresa pode aprender com o mais novo parque temático da Disney?

A Disneyland de Xangai será a joia da coroa das ofertas do resort no momento da inauguração. As empresas expandindo para o exterior podem aprender com o olhar da Disney para os detalhes e a sensibilidade cultural.

 

Na próxima primavera, uma experiência de entretenimento meticulosamente elaborada será lançada no bairro de Pudong, na China: o Shanghai Disney Resort, uma parceria de US$ 5,5 bilhões entre a Walt Disney Company e um consórcio de empresas pertencentes ao estado. Três vezes maior que o resort da Disney em Hong Kong, o projeto é incrivelmente ambicioso e, para os fãs de parques temáticos, muito moderno.

Não poderia ser diferente. Conforme relata uma recente história da Bloomberg, o resort fica a três horas de carro de mais de 330 milhões de possíveis visitantes. Os gerentes do parque esperam que o público nos primeiros cinco anos chegue a 10 milhões. A Disney está claramente apostando alto no crescimento da classe média em expansão (e cada vez mais rica) da China.

Se sua empresa estiver ávida para expandir em novos mercados internacionais, como a China, será interessante analisar como a Disney já está transformando seu resort em Xangai em um campeão entre os consumidores locais muito antes de suas portas se abrirem para o público.

A Disneyland de Xangai será a joia da coroa das ofertas do resort no momento da inauguração. O que é especialmente interessante – e particularmente repleto de insights incríveis para empresas internacionais – é a importância que as preferências chinesas de cultura e entretenimento têm no design e na decoração do parque.

Marca global, experiência local

Peônia dourada do Castelo de Contos de Fadas
Peônia dourada do Castelo de Contos de Fadas

Por exemplo, a decoração dourada no topo da torre mais alta do "Castelo de Conto de Fadas" da Cinderela no parque será coroada com uma rica escultura de uma peônia, a flor da China, que representa nobreza e boa sorte. (O Castelo de Contos de Fadas é o maior castelo da Disney já construído.)

De acordo com um artigo de maio do blog dos parques da Disney, o castelo "foi projetado especificamente para os chineses" com colaborações de muitos "especialistas locais e internacionais". As outras torres do castelo contêm os "tradicionais motivos de nuvem 'da sorte' chinesa".

E isso é só o começo. Conforme narra a história da Bloomberg, "todos os detalhes exibirão uma grande quantidade de costumes e da história do país".

Isso influencia o próprio design do parque. No coração da Disneyland de Xangai residem 11 acres de jardins. O "Jardim dos Doze Amigos," que celebra o zodíaco chinês é um dos destaques. Esse jardim usa personagens da Disney para representar os vários símbolos zodiacais: o Tigrão do Ursinho Pooh como o tigre, o Tambor de Bambi como o coelho e assim por diante. (Você consegue imaginar algum outro grande parque temático ocidental criando tamanha atração?)

"Estamos criando algo que tem o autêntico estilo da Disney e é claramente chinês", disse Robert Iger, presidente da Disney, durante uma recente coletiva de imprensa. "Teremos definitivamente uma Disneyland na China, mas obviamente respeitaremos a cultura chinesa e todos os moradores da China."

"Um mundo totalmente novo" by design

Na verdade, nada disso é por acaso. A cultura da China, com seus sabores e comportamentos exclusivos, está incutida no DNA do parque. Os visitantes do parque chinês esperam ter entretenimento ao vivo... e haverá muito na Disneyland de Xangai. A proporção entre adultos e crianças nos parques chineses é de 4 para 1. Assim, há muitos lugares onde os adultos podem se sentar, descansar e comer. O hábito de furar filas é bastante comum nos parques chineses. Por isso, as filas da Disneyland serão criadas especialmente para evitar esse mau comportamento. E não para por aí.

Na verdade, muitas das atrações do parque são inspiradas em filmes da Disney (ou em propriedade intelectual pertencente à Disney) que fizeram muito sucesso na China, afirma a revista asiática de atualidades The Diplomat.

O recente filme Os Vingadores 2 é a terceira maior bilheteria na China de todos os tempos. Portanto, o Universo da Marvel ganhará uma atração no parque, afirma a história. Tron: O Legado de 2010 foi um fracasso de bilheteria nos EUA, mas repercutiu muito bem na China e ganhará uma atração também. Recentemente, a série de filmes Piratas do Caribe fez mais sucesso internacionalmente que nos EUA. Uma área completa do parque de Xangai é dedicada aos piratas.

A perspectiva da MotionPoint

Sabemos que você é um profissional inteligente e que a mensagem está clara: expandir para novos mercados on-line sem considerar as culturas e preferências desses mercados é uma oportunidade perdida. De fato, a própria Disney enfrentou críticas severas em 1992 quando inaugurou a Disneyland Paris, e não oferecia vinho no menu. (Meu Deus!)

A MotionPoint ajudou centenas de empresas a expandir em dezenas de mercados internacionais. As empresas que fornecem websites a esses novos clientes nos idiomas preferidos por eles estão no caminho certo para a vitória global. Porém, aprendemos que a tradução isolada não garante o sucesso sustentável das empresas. Recriando a famosa fala do filme Campo dos Sonhos: Só porque você construiu, isso não significa que eles virão.

Veja aqui algumas dicas para tornar a sua expansão internacional on-line poderosa e mais rentável:

Use as redes sociais

As mídias sociais estão revolucionando a forma na qual os consumidores do mundo todo pesquisam e fazem compras. Se sua empresa estiver investindo recursos em marketing de mídias sociais para seu mercado principal em inglês, ela deverá investigar também as opções para os novos mercados internacionais.

Os esforços não serão em vão. Considere um dos nossos clientes, que entrou no mercado on-line chinês há cerca de um ano. Ele integrou sabiamente sua funcionalidade às redes sociais regionais mais conhecidas, como WeChat, Weibo e QQ. Em três meses:

  1. 30% de todo o tráfego de referência para o site chinês partiu de sites de mídias sociais.
  2. Esses usuários gastaram, em média, 5,35 yuans por visita.
  3. As mídias sociais geram 10% de todo o tráfego (não apenas o tráfego de referência) para o site chinês desse cliente.
  4. Esse tráfego contribui com quase 10% de toda a receita do site chinês.

Esses resultados são excelentes, especialmente se considerarmos que essa empresa ocidental ainda está no início de seus esforços para atrair consumidores chineses.

Suporte às plataformas de pagamento locais

Se o seu site internacional aceitar apenas cartões de crédito, você estará perdendo dinheiro. Vamos analisar novamente a China. As opções de pagamento locais são inúmeras e os cartões de crédito não são tão comuns. Soluções de carteira eletrônica, como Alipay, são muito mais usadas.

Ano passado, a MotionPoint ajudou dois varejistas a adicionar a opção de pagamento do Alipay aos seus sites chineses. Foi um impulso enorme a suas taxas de conversão e receita. Em média:

  1. A taxa de conversão aumentou 217% imediatamente.
  2. A quantidade por transação aumentou 33% imediatamente.
  3. A receita cresceu 210%.

Considerações sobre uma experiência exclusiva para o usuário

Se pudermos aprender alguma coisa com o olhar meticuloso nos detalhes culturais da criação da Disneyland de Xangai, será o fato de que as empresas que buscam além do óbvio podem realmente causar impacto em seu público. O mesmo vale para websites internacionais.

Um exemplo é uma recente implementação que recomendamos para outro cliente, que expandiu recentemente para o mercado on-line chinês. Recomendamos que a empresa aumentasse o tamanho da fonte em mandarim do site localizado para criar uma experiência mais convidativa e agradável ao leitor.

Essa mudança aparentemente trivial levou a resultados extraordinários: as páginas por visita acessadas pelos visitantes cresceram quase 25%. As taxas de desistência despencaram. E o melhor de tudo: as taxas de conversão aumentaram quase 300%!

A última palavra

Atualmente, não basta para as empresas traduzir seus websites internacionais e esperar que eles alcancem resultados significativos para os negócios. Localizar essas experiências com as devidas nuances é o que realmente faz a diferença.

Conforme disse um especialista à Bloomberg: "Entender a cultura, respeitá-la e garantir que os convidados recebam aquilo que esperam".

À procura de uma parceria com um fornecedor que vá além da tradução e possa ajudar sua empresa a estabelecer conexões duradouras com novos clientes internacionais? Fale com a gente ainda hoje ou saiba como nossa metodologia de crescimento global ajudou centenas de empresas como a sua.

 

Chris Hutchins

Especialista em comunicações de marketing

Chris Hutchins helps produce MotionPoint's marketing and sales materials.

 

Sobre a MotionPoint

A MotionPoint ajuda marcas de nível internacional a crescer por meio da interação e do enriquecimento das vidas dos novos clientes em mercados do mundo todo.

Muito mais que o serviço de tradução de websites mais eficiente do mundo, a plataforma pronta para o uso da MotionPoint combina tecnologia inovadora, big data, traduções de nível mundial e profunda especialização em marketing internacional. A abordagem da MotionPoint assegura a qualidade, a segurança e a escalabilidade necessárias para que você tenha sucesso em um mercado global cada vez mais competitivo, seja on-line ou off-line.

 

A plataforma líder mundial de globalização corporativa

Fale conosco