As deficiências da tradução automática.

As tecnologias de tradução automática, como o Google Translate, podem ser mais um problema do que uma solução. O parceiro de tradução certo pode ajudá-lo a evitar as armadilhas.

Avatar de Craig Witt
Craig Witt

19 de junho de 2018

LEITURA DE 2 MIN.

É tentador confiar na tradução automática para localizar o seu website para os mercados mundiais.

Afinal, ferramentas como o Google Translate são rápidas, baratas (ou gratuitas), e parecem fáceis de usar. E embora possam ser úteis para traduzir uma frase rápida para um determinado conteúdo, simplesmente não são ideais para lidar com a tradução de websites em grande escala. Veja porquê.

Precisão da tradução

A dura verdade: o Google Translate nem sempre acerta.

O motivo é que tradução não envolve apenas trocar palavras para outro idioma. As tecnologias de tradução automática são conhecidas por fazer traduções literais e, no processo, perdem a autenticidade que a tradução precisa e relevante oferece.

Muitas palavras e frases em outros idiomas contêm subtilezas, e não podem ser traduções literais do inglês. Para traduzi-las da maneira certa, é necessária a habilidade de um linguista que conheça o idioma, compreenda a cultura e possa fornecer traduções que refletem a forma real como as pessoas usam o idioma nesse mercado.

Sem isso, a credibilidade do conteúdo é afetada.

Barato agora, caro mais tarde

A questão da precisão cria mais do que apenas problemas de idioma e conteúdo.

Confiar apenas em algo como o Google Translate pode parecer redução de custos inteligente no início, mas o tempo e o esforço que podem ser necessários para desfazer uma tradução automática de má qualidade e imprecisa pode resultar em gastos substanciais mais tarde.

Os seus tradutores terão de rever todo o conteúdo, ajustá-lo quanto à precisão e integridade e assegurar que não há nada no mesmo que incomode - ou até mesmo ofenda - os leitores nos seus novos mercados.

Muitas vezes, isso pode demorar tanto quanto demoraria para traduzir corretamente da primeira vez, com ajuda da especialização humana, e isso significa mais dinheiro que tem de gastar para resolver o problema.

Uma solução híbrida é melhor

Não queremos dizer que a tradução automática não tem lugar na tradução de websites. Pode ter, e tem.

A chave é complementar a tradução automática com a especialização humana certa para obter as vantagens de ambas.

Algum conteúdo pode ser facilmente traduzido por algo como o Google Translate, e a seguir revisto por equipas de edição e garantia de qualidade quanto a precisão e relevância. Isto pode ser especialmente útil para descrições de produtos ou outro conteúdo simples que não requeira muita nuance emocional ou contexto.

Mas, quando se trata do conteúdo que realmente faz a sua marca brilhar, como textos de marketing, conteúdo de liderança de ideias ou elementos-chave de atendimento ao cliente, como perguntas frequentes, é necessária uma solução de alto nível.

É aí que entram os especialistas de tradução humanos, aproveitando os guias de estilo e glossários da marca, assim como as nuances culturais dos mercados que está a abordar, de modo a criar conteúdo que seja autêntico e pessoal.

Os parceiros podem ajudar

Não tenha medo de recorrer ao seu parceiro de tradução de websites para obter ajuda com esse equilíbrio.

O parceiro certo deve definir critérios de avaliação sólidos para si, que ajudem a determinar qual conteúdo pode ser traduzido facilmente com software automatizado e qual merece um investimento mais cuidadoso em especialização humana e conhecimento linguístico.

O resultado é uma tradução de websites que aproveite ao máximo o seu orçamento e também evite os desagradáveis e onerosos erros da tradução automática. Desta forma, a sua marca mundial pode brilhar, independentemente de onde efetue negócios.

Avatar de Craig Witt
Craig Witt

19 de junho de 2018

LEITURA DE 2 MIN.